MVarandas: feitos positivos em meio ao cenário atual

O comportamento de consumo online vem ganhando destaque durante os últimos tempos, mas nada comparado ao que observamos desde o início da pandemia ocasionada pelo Coronavírus, em todo o mundo. Segundo a Boa Vista, empresa de informações de crédito com abrangência nacional, dentre 600 entrevistados, 29% dos consumidores* passaram a fazer compras online neste período e, consequentemente, a utilizar mais plataformas digitais de vendas.

E no setor de alimentação fora do lar não foi diferente. Os donos de restaurante observaram que, mediante a determinação de isolamento social, seus clientes também estavam procurando os meios digitais como canal de consumo. Logo, quem já era adepto à presença online e ao delivery, saiu na frente. Mas que não, foi obrigado a se reinventar e readaptar as suas operações.

Assim, a automação comercial e as tecnologias de gestão adquiriram enorme força no ramo de food service, colaborando para o surgimento de novas plataformas e melhoria das que já existiam, passando a ser essenciais para a sobrevivência de qualquer negócio. E foi nesse cenário que a MVarandas Tecnologia se destacou.

Na contramão da crise

Com mais de 25 anos desenvolvendo softwares para gestão de food service, a MVarandas rapidamente buscou meios para auxiliar o ecossistema a manter seus negócios ativos, tentando minimizar os impactos financeiros durante a pandemia.

A primeira medida adotada foi o estimulo ao delivery com a campanha Delivery Dá Certo, que estimulava essa prática em qualquer negócio, até mesmo nos menos comuns, como bares e docerias. Surgiu, então, a plataforma Delivery Menew, com objetivos convergentes. Seu principal aspecto é o incentivo às operações de entrega: o estabelecimento continua vendendo, logo, beneficia a economia do segmento e também ajuda a preservar a segurança e a saúde de funcionários e clientes, em virtude do Coronavírus.

Inicialmente, o Delivery Menew era um produto exclusivamente gratuito, porém, com o aperfeiçoamento da ferramenta e um público cada vez mais exigente, a empresa adotou a versão PRO, sendo paga, mais robusta e completa, com funções como gestor de pedidos, cardápio digital com QR Code, pagamento online integrado, entre outras.

Até o momento, 3 mil empresas estão cadastradas, vendendo seus produtos e conseguindo economizar dinheiro através do Delivery Menew.

Parcerias de peso e incentivo financeiro

Atualmente, a MVarandas possui um ecossistema de parceria com aproximadamente 40 empresas dos mais diversos setores: apps de delivery e motoboy, meios de pagamentos, conciliadoras, ERPs e etc. Todas integradas ao sistema Menew, plataforma de gestão da MVarandas, garantindo uma gestão 360°. Dentre elas, estão grandes nomes como SAP Business OneiFood e Stone, sendo essa última, fundamental nas mudanças ocorridas neste período.

Em maio, a empresa paraibana recebeu investimento dessa gigante dos meios de pagamento. Para Marcus Varandas Filho, CEO da MVarandas, a negociação com a Stone é um grande reconhecimento do mercado ao trabalho feito pela empresa e marca o início de um novo ciclo e a qualifica como uma forte aliada na missão de ajudar bares e restaurantes a enfrentarem os efeitos da crise causada pela pandemia de Covid-19.

Reabertura dos restaurantes e o “novo normal”

Preparada para o retorno dos estabelecimentos, a última ferramenta desenvolvida pela MVarandas foi o Cardápio Digital com leitura via QR Code. A solução tem como objetivo, além de facilitar as operações, minimizar o manuseio de objetos compartilhados, como cardápios físicos e maquinetas, diminuindo o risco de contaminação entre consumidores e colaboradores. O cliente chega ao restaurante, aponta o celular para o QR Code impresso em local estratégico e visualiza os produtos disponíveis.

“O nosso objetivo principal sempre foi resolver a dor do cliente, para que ele possa executar com maestria seus serviços. E nesse momento atípico, não seria diferente. Nos colocamos à disposição não só com a plataforma, mas disponibilizando ajuda de especialistas, treinamentos e dicas”, aponta Marcus Varandas, CEO da MVarandas.

 

 

*De acordo com a Boa Vista, o estudo possui grau de confiança de 95% e margem de erro de 4 pontos porcentuais

Comentários

Nenhum comentário até agora, seja o primeiro =)