01
FEV

6 IDEIAS DE ISAAC AZAR PARA O VAREJISTA DE FOOD SERVICE PENSAR


Certa vez um cliente do renomado restaurante Paris 6 Bistro disse que quando estava lá se sentia como se estivesse na Disneylândia. O chef e proprietário Isaac Azar respondeu que sim, e que o Mickey Mouse da casa era o Grand Gateau – sobremesa criada por ele há 10 anos e que hoje é servida em docerias e restaurantes de todas as partes. Este visionário e criativo empreendedor foi entrevistado em matéria recente da Istoé Dinheiro sobre os cuidados e estratégias ao investir em Gastronomia.

Na entrevista, celebrou que apesar de o ano de 2017 ter sido difícil para a economia trouxe bons resultados para o seu restaurante, que cresceu 60% em relação ao ano anterior. E não é só isso: em 2018 novas unidades do Paris 6 serão abertas no Brasil. Compilamos e comentamos seis ideias de Azar que todo investidor e empreendedor de food service precisa saber!

1. A ideia de que os feriados e festas nacionais trazem mas movimento é mais um mito do que uma verdade. Segundo Isaac, durante as celebrações que param o País o foco é outro. Pela sua experiência, os eventos atípicos trazem mais motivos de alerta e atenção do que razões para despreocupar-se.

2. Segundo Isaac, a gastronomia é um setor pouco abalado pelas novas ondas de economia, então vale a pena investir. Lembre-se, porém, que assim como em todo negócio, só se deve ter riscos calculados, pesquisar bastante e ajustar tudo antes de partir para a mesa.

3. Isaac diz que abrir filiais em Shoppings é uma alternativa para ganhar em escala com menos preocupações com interferências externas da rua e do ambiente. A dica é pensar estratégias para que a experiência do cliente na venda balcão seja tão prazerosa e boa quanto a experiência imersiva em seu restaurante.

> Baixe agora nosso e-book de tendências para Gastronomia em 2018! <

4. Abrir negócios sazonais para época de férias já foi uma estratégia do Paris 6. Hoje, segundo Azar, a prioridade é levar a experiência da loja física para diferentes cidades.

5. Azar sugere que o restaurante não se preocupe apenas com o seu cliente, mas com o público em geral. Ele diz que esse “público” é composto por vizinhos, por quem passa de carro pelo seu estabelecimento, e por todos que o conhecem mesmo que apenas de nome. A preocupação do Paris é, segundo o chef, estar inserido em uma comunidade e dialogar por ela. Esse é o motivo pelo qual em São Paulo o Paris 6 é aberto 24 horas por dia. Isto faz sentido na metrópole que não dorme, tem vida cultural muito ativa, não para e tem hábitos noturnos e, para o empresário, o Paris 6 funcionar neste horário é um apoio cultural à vida da cidade. Em outras cidades, Isaac acredita que a melhor alternativa são os shoppings, que tem horário mais estendido.

6. Quando perguntado sobre os críticos de gastronomia, Azar diz que espera a resposta do cliente e não se incomoda com o que quer que seja falado se a resposta do público é positiva. Da mesma forma, não seria válido se a crítica ovacionasse o negócio mas o público não comprasse a ideia. “Uma boa bilheteria é consequência do aplauso da plateia. O foco é no cliente”, diz o empresário.

Por fim, a dica de Isaac para quem quer empreender é fazer um estudo do negócio que você quer abrir para não criar somente mais um estabelecimento como tantos que já existem. Por isso é válido viajar, conhecer lugares do mesmo segmento e investir nesse trabalho de imersão. Azar encerra dizendo que, seja lá em que nicho da gastronomia você quiser atuar, não deve fazer por ego ou vaidade. “Se não estiver dando certo, faça ajustes”, finaliza.

O que você achou das dicas do empresário?


Nenhum comentário até agora , seja o primeiro =)

Avatar








CONHEÇA O MENEW PAY


INSTAGRAM







Todos os direitos reservados - 6 ideias de Isaac Azar para o varejista de food service pensar - 2018